Três nomes despontam para duas vaga no Senado

Os nomes mais fortes hoje na disputa pelo Senado seguem sendo o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), o senador Humberto Costa (PT) e o deputado federal Mendonça Filho (DEM). Seja na intenção de voto espontânea, seja na estimulada, esses são os nomes que se destacam entre os concorrentes às duas vagas no Legislativo federal.

Na resposta espontânea de intenção de voto, aparecem Humberto Costa - tenta renovar o mandato no Senado Federal - e Mendonça Filho com 10% e Jarbas Vasconcelos com 9%. Todos os demais ficam entre 0% e 1%.

Na resposta estimulada da pesquisa, os três principais pré-candidatos se reafirmam na liderança. Jarbas Vasconcelos, que já exerceu o mandato de senador anteriormente (entre 2007 e 2014), lidera com 32%, Humberto Costa surge em segundo lugar com 25% e Mendonça Filho vem em terceiro com 24%. José Queiroz (PDT) aparece com 8%, Silvio Costa (Avante) com 5%, Maurício Rands (Pros) com 3% e André Ferreira (PSC), Antônio Souza (Rede) e Eugênia Lima (PSol) com 2% cada, enquanto Albanise Pires (PSol) obteve 1%.

Os que declararam intenção de anular seu voto ou votar em branco somaram 27% e 10% se declararam indecisos, segundo o levantamento.

AMOSTRA
A amostra da pesquisa produzida pela Datamétrica foi composta por 600 entrevistas realizadas junto a eleitores que moram e votam no estado de Pernambuco. A pesquisa foi realizada nos dias 11 e 12 de julho. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE)e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Análise//Analice Amazonas, sócia diretora da Datamétrica Pesquisa e Consultoria Econômica

"A Segunda Pesquisa da Datamétrica sobre a disputa eleitoral não traz surpresas ou reviravoltas, mas detecta discretos movimentos que podem sinalizar algumas tendências iniciais. Os números mantêm as posições relativas entre os três principais pré-candidatos em praticamente todos os cenários, e todos navegando no turvo ambiente do empate técnico.

Não obstante, vê-se que Armando Monteiro e Marília Arraes começam a ganhar musculatura para uma disputa que promete ser bastante acirrada, caso os entendimentos políticos de bastidores concluam por manter a candidatura da postulante do PT. Enquanto isso, apesar dos números reafirmarem a liderança do atual governador nas simulações feitas, mostram também algum enfraquecimento dele quando comparados aos números de junho último.

Um aspecto animador da pesquisa é ver que os eleitores que declaram intenção de votar em branco ou anular seu voto começam a rever sua posição. Aumentou o conjunto dos indecisos em 13%, enquanto caiu em 13% os que declaravam desejo de votar branco ou nulo, sugerindo que o assunto principal da pauta deixa de ser o futebol e passa a ser a eleição que se avizinha. Já não era sem tempo".

Por: Diario de Pernambuco